Magia do Caos – Uma brincadeira Style

Parta do seguinte pressuposto: Cada movimento seu influencia o mundo de uma forma significativa. Seus pensamentos e suas ações, por menores que sejam, podem mudar o rumo da Terra e de seus habitantes. Está tudo em contato, e todos elementos dessa salada de frutas funcionam como  peças de dominós enfileirados. A movimentação do primeira peça influência na estabilidade de todas as outras, até a última. (Vídeo ilustrativo)

O fato de você ter comido peixe no almoço, ao invés de carne de porco, pode ter evitado uma terceira guerra mundial… ou dado motivos para se começar uma! O.O

Mas isso não é razão para pânico! Todo mundo faz isso, todos os organismos vivos e não vivos se influenciam mutuamente através de suas ações e pensamentos – ou falta de ações e pensamentos, no caso de uma pedra .
Todos somos peças desse grande quebra cabeça que é a vida (!). A diferença está nas intenções (ou falta delas) em cada ação do nosso dia-a-dia. Ou você comeu peixe de propósito pra causar a terceira guerra mundial? SOCORRO UM MAGISTA!

MAGISTA?

Sim. Magia é a arte de provocar mudanças de acordo com a Vontade. Então, se você comeu peixe querendo causar a terceira guerra mundial, parabéns! Você é um magista. (você não fez isso, certo?)

MAGIA DO CAOS KD?

Depois de séculos fazendo as coisas do mesmo jeito, os magos antigos cansaram de ficar procurando rãs no brejo e aranhas no porão. Essas coisas eram muito chatas e nojentas de se achar. Também decidiram largar aqueles chapéus pontiagudos, que além de tudo eram ridículos. Então eles criaram um outro tipo de magia, que usa a base dos livros antigos, mas a bagagem cultural do magista. Nasceu assim a magia do Caos.

A magia do Caos se baseia em resutados. Se em um dia você comeu peixe pra causar uma guerra, e no dia seguinte Obama falou que devemos matar uns aos outros… cara, você é um filho da puta! Sim, foi você, seu bruxo sujo! PEGUEM ELE!

“Fake it until you make it” é uma frase muito usada para descrever esse tipo de ação: Falseie isso, até conseguir isso. O truque é você acreditar no que está fazendo, se não estará perdendo tempo (a não ser que esteja se divertindo no processo. Have fun!). Quem viu o filme chave-mestra já deve ter esse conceito em mente. Quem leu nosso primeiro post, “Da crença em todas as coisas”, também.

ME ENCINA PFV

Ok. Não sou fodão nisso, mas já que comecei a falar…
Pra fazer magia do caos você pode inventar um ritual qualquer. Se você conseguir acreditar que assoviar e chupar cana vai trazer seu amor de volta, beleza! Mas o seu grau de abstração da realidade tem que ser muito grande pra conseguir isso.
Por isso é bom seguir uma base para conseguir enganar seu cérebro e tornar seu intento uma verdade. Um processo fácil de se aprender e muito usado é o do Sigilo.

SIGILOS  – RECEITA DO DIA

1- Escreva seu intento.Vamos abandonar o exemplo da terceira guerra mundial, ok? É muito perigoso.Vamos supor que você quer que o Botafogo não caia para a segunda divisão do Brasileirão. Escreva a frase de forma clara para que não haja dúvidas de interpretação, como nas piadas clássicas com gênios da lâmpada:

“QUERO QUE O BOTAFOGO NÃO CAIA PARA A SEGUNDA DIVISÃO DO CAMPEONATO BRASILEIRO.”

2- Agora, elimine as letras repetidas e reescreva a frase. Separe:

“QUERIOBTAFGNCPSDVML”

3- Junte todas essas letras, tentando criar um símbolo com elas:

4- MEODEOS QUE BAGUNÇA!

Calma! Agora ataque de designer! Tente transformar essa bagaça em algo parecido com um símbolo mágico! Ou na melhor das hipóteses, uma logo de uma loja esotérica feita pelo seu sobrinho de 5 anos. Separe:

5-    Dá pro gasto! Agora você tem um símbolo (Sigilo) que representa seu intento. Uma forma criada através da sua vontade. Bacana! Agora é hora de lançar o sigilo.

LANÇANDO UM SIGILO:

Você tem em suas mãos um símbolo mágico criado por você, botafoguense, que não quer ver seu time do coração na segunda divisão. Ele foi feito com paixão e amor ao clube.
Deixando a brincadeira de lado, seja qual for seu objetivo, você deve colocar o máximo de vontade no símbolo, enquanto o estiver construindo. u.u

Depois do sigilo pronto, esqueça seu objetivo! O Sigilo já está feito, consumado em uma folha de papel, ou no monitor. Concentre-se em suas formas e abstraia o resto. Visualize o símbolo.. Esqueça o botafogo, a terceira guerra mundial, e tudo o mais.
Esse é o processo de lançar o Sigilo: Meditar sobre o símbolo criado. Isso pode ser feito acompanhado de outras atividades, mas nada que o distraia do sigilo. u.u

BANIMENTO! O.O’

“Você heim, quem diria, fazendo magiquinha! UHAuhauhauhauhuhAuah!”
Essa é a melhor forma de se terminar um ritual de magia do caos. RINDO!

É a fase do banimento, onde você deve encerrar o ato mágico e continuar vivendo a vida. É preciso “esquecer” o que acabou de fazer, e deixar o Caos fazer sua parte. É como lançar um pombo correio: Pode saber que ele saberá o caminho e vai voltar lhe trazendo a resposta – se estiver bem treinado.

Rir não é a única forma de fazer o banimento. Não há uma forma correta. Simplesmente deixe de lado o que acabou de fazer, e vá jogar vídeo-game.

E DÁ CERTO?

Depende. Se você fez direito, dá. Se fez errado, não.
Se você perde algo, pede pra São Longuinho e logo depois acha o que havia perdido, foi São Longuinho que o ajudou?  Como diria o pensador do século, @oclebermachado: TALVEZ. O Caio pode achar que sim, o Rizek que não. Mas as pessoas dão 3 pulinhos mesmo assim? FASCINANTE.
Deixo o Sigilo do Botafogo como presente pra humanidade. Quem quiser fazer o uso dele, POR FAVOR, fique a vontade.
Grato.

Links externos:

Comunidade Magia do Caos no Orkut – como tem gente doida neste mundo

Caos – O jogo

Ótimo vídeo pra banimento:  Tiririca, Ora menino!

Dell Debio: Teoria da Magia parteI e parteII

***** UPDATE:

OPA! 5 PULINHOS! Botafogo continua na primeirona e nós demos uma forcinha! DÁ-LHE!!!!!

<!–[if !mso]> <! st1\:*{behavior:url(#ieooui) } –>

Parta do seguinte pressuposto: Cada movimento seu influencia o mundo de uma forma significativa. Seus pensamentos e suas ações, por menores que sejam, podem mudar o rumo da Terra e de seus habitantes. Está tudo em contato, e todos elementos dessa salada de frutas funcionam como  peças de dominós enfileirados. A movimentação do primeira peça influência na estabilidade de todas as outras, até a última. (Cena ilustrativa)

O fato de você ter comido peixe no almoço, ao invés de carne de porco, pode ter evitado uma terceira guerra mundial… ou dado motivos para se começar uma! O.O

Mas isso não é razão para pânico! Todo mundo faz isso, todos os organismos vivos e não vivos se influenciam mutuamente através de suas ações e pensamentos – ou falta de ações e pensamentos, no caso de uma pedra por exemplo.

Todos somos peças desse grande quebra cabeça que é a vida (!). A diferença está nas intenções (ou falta delas) em cada ação do nosso dia-a-dia. Ou você comeu peixe de propósito pra causar a terceira guerra mundial? SOCORRO UM MAGISTA!

MAGISTA?

Sim. Magia é a arte de provocar mudanças de acordo com a Vontade. Então, se você comeu peixe querendo causar a terceira guerra mundial, parabéns! Você é um magista. (você não fez isso, certo?)

MAGIA DO CAOS KD?

Depois de séculos fazendo as coisas do mesmo jeito, os magos antigos cansaram de ficar procurando rãs no brejo e aranhas no porão. Essas coisas eram muito chatas e nojentas de se achar. Também decidiram largar aqueles chapéus pontiagudos, que além de tudo eram ridículos. Então eles criaram um outro tipo de magia, que usa a base dos livros antigos, mas a bagagem cultural do magista. Nasceu assim a magia do caos.

A magia do Caos se baseia em resutados. Se em um dia você comeu peixe pra causar uma guerra, e no dia seguinte Obama falou que devemos matar uns aos outros… cara, você é um filho da puta! Sim, foi você, seu bruxo sujo! PEGUEM ELE!

“Fake it until you make it” é uma frase muito usada para descrever esse tipo de ação: Falseie isso, até conseguir isso. O truque é você acreditar no que está fazendo, se não estará perdendo tempo (a não ser que esteja se divertindo no processo. Have fun!). Quem viu o filme chave-mestra já deve ter esse conceito em mente. Quem leu nosso primeiro post, “Da crença em todas as coisas”, também.

ME ENCINA PFV

Ok. Não sou fodão nisso, mas já que comecei a falar…

Pra fazer magia do caos você pode inventar um ritual qualquer. Se você conseguir acreditar que assoviar e chupar cana vai trazer seu amor de volta, ok! Mas o seu grau de abstração da realidade tem que ser muito grande pra conseguir isso.

Por isso é bom seguir uma base para conseguir enganar seu cérebro e tornar seu intento uma verdade. Um processo fácil de se aprender e muito usado é o do Sigilo. Vamos lá:

1- Escreva seu intento.Vamos abandonar o exemplo da terceira guerra mundial, ok? É muito perigoso.Vamos supor que você quer que o Botafogo não caia para a segunda divisão do Brasileirão. Escreva a frase de forma clara para que não haja dúvidas de interpretação, como nas piadas clássicas com gênios da lâmpada:

“QUERO QUE O BOTAFOGO NÃO CAIA PARA A SEGUNDA DIVISÃO DO CAMPEONATO BRASILEIRO.”

2- Agora, elimine as letras repetidas e reescreva a frase. Separe:

“QUERIOBTAFGNCPSDVML”

3- Junte todas essas letras, tentando criar um símbolo com elas:

4- MEODEOS QUE BAGUNÇA!

Calma! Agora ataque de designer! Tente transformar essa bagaça em algo parecido com um símbolo mágico! Ou na melhor das hipóteses, uma logo de uma loja esotérica feita pelo seu sobrinho de 5 anos. Separe:

5- Pronto. Agora você tem um símbolo (Sigilo) que representa seu intento. Uma forma criada através da sua vontade. Bacana! Agora é hora de lançar o sigilo.

LANÇANDO UM SIGILO:

Você tem em suas mãos um símbolo mágico criado por você, botafoguense, que não quer ver seu time do coração na segunda divisão. Ele foi feito com paixão e amor ao clube.

Deixando a brincadeira de lado, seja qual for seu objetivo, você deve colocar o máximo de vontade no símbolo, enquanto o estiver construindo. u.u

Depois do sigilo pronto, esqueça seu objetivo! O Sigilo já está feito, consumado em uma folha de papel, ou no monitor. Concentre-se em suas formas e abstraia o resto. Visualize o símbolo.. Esqueça o botafogo, a terceira guerra mundial, e tudo o mais.

Esse é o processo de lançar o Sigilo: Meditar sobre o símbolo criado. Isso pode ser feito acompanhado de outras atividades, mas nada que o distraia do sigilo. u.u

BANIMENTO! O.O’

“Você heim, quem diria, fazendo magiquinha! UHAuhauhauhauhuhAuah!”

Essa é a melhor forma de se terminar um ritual de magia do caos. RINDO!

É a fase do banimento, onde você deve encerrar o ato mágico e continuar vivendo a vida. É preciso “esquecer” o que acabou de fazer, e deixar o Caos fazer sua parte. É como lançar um pombo correio: Pode saber que ele saberá o caminho e vai voltar lhe trazendo a resposta – se estiver bem treinado.

Rir não é a única forma de fazer o banimento. Não há uma forma correta. Simplesmente deixe de lado o que acabou de fazer, e vá jogar vídeo-game.

E DÁ CERTO?

Depende. Se você fez direito, dá. Se fez errado, não.

Se você perde algo, pede pra São Longuinho e logo depois acha o que havia perdido, foi São Longuinho que o ajudou?  Como diria o pensador do século, @oclebermachado: TALVEZ. O Caio pode achar que sim, o Rizek que não. Mas as pessoas dão 3 pulinhos mesmo assim. FASCINANTE.

Deixo o Sigilo do Botafogo como presente pra humanidade. Quem quiser fazer o uso dele, POR FAVOR, fique a vontade.

Grato.

Links externos: Comunidade Magia do Caos no Orkut

Caos – O jogo

Ótimo vídeo pra banimento: Tiririca

Anúncios

12 Responses to Magia do Caos – Uma brincadeira Style

  1. Kat | Ben diz:

    Postagem interessante sobre o tema. ^^

    Vale ressaltar que é melhor começar com intentos que envolvam principalmente você, dando especial atenção para mudanças internas. Há uma fórmula mágica sobre a probabilidade disso funcionar, não lembro de cabeça, mas vc poderá achar facilmente em qualquer artigo de caoista.

    Para lançar o sigilo em gnose… não são todos que conseguem apenas por meditação. Por isso há muuuitos outros métodos. Claro que vc não citou aqui pq senão ficaria muito longo, heuehuehe Mas eu prefiro a tradicional meditação mesmo.

    Muitos usam anoquz (banimento como risada) de qualquer modo, mas é necessário chegar a um estado de completa exaustão e êxtase por ela. Você tem que rir até perder a consciência de tudo, esquecer tudo ao seu redor. Envolve treino, como tudo em magia.

    Ademais, ótima postagem, futuro incauto! HAUHAUAHAUHAUHA (em breve vc saberá o pq do incauto)

    • bonfatti diz:

      Além de o objetivo do blog ser postagens não tão profundas, acho que também não saberia me aprofundar demais nesse assunto hAUHuhahu…
      A postagem é um aperitivo para caoístas (e não caoístas) se interessarem pelo assunto.
      E incauto por acaso tem algo a ver com Caos – o Jogo? =D
      Se sim, estou ansioso. ABS

    • Éliphas diz:

      E você aprendeu gnose onde, em “Alice’s Adventures in Wonderland”?

  2. Bagre diz:

    E não é que o botafogo se livrou do rebaixamento? 😉

  3. bruno diz:

    gostei do artigo e desejo mias informações sobre o assunto, em ,especial ,sobre carrol e sua maravilhosa fabula o magico de oz , gostaria de saber por que quando assitimos esse filme sentimos que a magia do caos parece que toma conta do mundo inteiro?

    • L diz:

      “carrol e sua maravilhosa fabula o magico de oz”???

      Acho que se enganou com os autores, rsrs
      “Alice” é de Carrol, mas “o mágico…” é de L. Frank Baum.

      Pergunte ao d-uz google sobre ambos…

  4. DW diz:

    a palavra “não” não funciona em sigilos =]

  5. FND.5HR.P diz:

    A magia do caos nao deve ser levada pra fazer apenas coisinhas pequenas. Deve-se ter em mente objetivos grandiosos, elevados, paralelamente com suas praticas. Realmente todos os metodos sao validos, magia pura, a verdadeira essencia da magia esta na magia do caos. Porem, é preciso usa-la com sapiencia, e em proveito próprio – esse real, nao o que buscamos pequenamente falando.

  6. Adê diz:

    E pior, como lembrou “DW” é que o “não”, por não funcionar (Já que nosso atavismo não reconhece palavras como “não”, “nunca”, “jamais”, etc.), ainda pode fazer com que aconteça o que você não queria que acontecesse. Tipo, na declaração de intento você deseja “não ficar desempregado” e depois de uma semana o negócio funciona tão bem que você é injustamente acusado de roubo na firma e sem que lhe deem chance de se explicar, você já tá no olho da rua com uma justa-causa no rabo! kkkkkk

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: